Pesquisar

A estela do Fundão

É considerada uma das mais importantes estelas encontradas em Portugal e na Península Ibérica, remontando ao período da Idade do Bronze. Foi encontrada por um agricultor em 2012, enterrada numa propriedade perto do Fundão.

A descoberta assumiu grande importância, colocando a região no mapa europeu de estelas, ídolos e menires. Trata-se de um enorme monólito de granito com cerca de 2,70m, talhado e gravado entre 1.200 e 1.000 antes de Cristo, o que o coloca na fase final da Idade do Bronze, coincidindo com a chegada dos Lusitanos àquele território.

Na rocha encontram-se gravados um capacete, uma lança, uma espada e um escudo. Não há, no entanto, qualquer consenso sobre a funcionalidade deste monólito e existem pelo menos duas correntes de opinião. Uma aponta para a possibilidade de se tratar de um marco que definia limites territoriais e outra sugere que se trata da marcação da sepultura de uma personalidade de relevo na sociedade de então.

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Estela no Fundão
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Sandra Salvado
  • Produção: RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.