Pesquisar

A Grécia como farol da cultura ocidental

A Grécia é apontada como berço da democracia e da civilização. Referência obrigatória da cultura ocidental, são muitos os autores que dizem ter sido influenciados pelo seu pensamento e arte durante o período clássico.

Sophia de Melo Breyner assegurava que a Grécia era uma pedra basilar na sua obra, mas não foi a única escritora ou poeta a olhar para o período clássico em busca de inspiração. James Joyce, Victor Hugo, Lord Byron e muitos outros encontraram nos gregos de outros milénios fontes de inspiração ou heróis capazes de povoar as suas obras.

Da antiga Grécia sobreviveram estilos literários como a tragédia, a comédia, a lírica ou a poesia épica. É ainda a pátria intelectual dos conceitos de beleza, justiça, liberdade, sabedoria e democracia.

A divisão em cidades-estado não impedia que periodicamente os gregos se reunissem para medir forças no mais sagrado de todos os encontros desportivos: Os Jogos Olímpicos, que ainda hoje juntam, de quatro em quatro anos, a nata dos atletas mundiais.

Ficha Técnica

  • Título: Grécia Antiga
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Luís Caetano
  • Produção: RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.