Pesquisar

A Química dos Impermeáveis

Com a aproximação dos dias de chuva, os casacos impermeáveis voltam a sair dos armários. E com eles, mais um dos confortos que temos a agradecer ao desenvolvimento da química.

A sua origem remonta pelo menos ao Século XIII, aos indígenas da América do sul que cobriam as roupas com látex para os tornar impermeáveis. A ideia foi importada pelos europeus, mas o sucesso não foi imediato: os primeiros impermeáveis eram pesados, desconfortavelmente rígidos e devido ao solvente utilizado para espalhar  a cobertura do latex sobre os tecidos eram sobretudo, bastante mal cheirosos.

O desenvolvimento da química de polímeros permitiu que os impermeáveis se  fossem tornando cada vez mais leves, flexíveis e inodoros.

Mas, a qualidade mais notável dos impermeáveis modernos é que também permitem a transpiração da pele, isto é, impedem a entrada da água da chuva, mas permitem a saída do vapor de água libertado pela transpiração.

  • Temas: Ciência
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: A Química das Coisas
  • Tipo: Programa
  • Produção: Science Office/Duvideo Filmes para RTP
  • Ano: 2011

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.