Pesquisar

Batalha de Uruçu Mirim, no Brasil

“Uruçu Mirim” é o nome do local onde se refugiou o último contingente francês no Brasil, após uma série de derrotas militares sofridas devido à ação do governador Mem de Sá. A 20 de janeiro de 1567, os portugueses receberam reforços militares e decidiram tomar de assalto esta última posição francesa, localizada no atual Outeiro da Glória, no Rio de Janeiro.

Foi uma batalha sangrenta e que envolveu os aliados ameríndios de ambos os lados, uma confederação tupi do lado português e os tamoios do lado francês. Com a destruição deste forte, Portugal eliminou definitivamente a presença francesa no Brasil, que havia perdurado durante mais de uma década sob o nome de França Antártica.

 

  • O que foi a “França Antártica”?

Foi o nome dado pelos franceses ao seu projeto de criação de uma colónia brasileira, e que teve início em 1555, quando uma armada comandada por Nicolas de Villegagnon aportou à ilha de Serigipe, na baía de Guanabara, e aí fundou um primeiro núcleo de colonização, com cerca de 600 pessoas. Esta primeira colónia francesa desenvolveu-se nos anos seguintes, sobretudo por ação dos huguenotes (protestantes franceses), fugidos às perseguições que sofriam em França.

Para Portugal, o estabelecimento de uma colónia francesa na costa brasileira constituía um enorme risco, pelo que as autoridades de Lisboa, ou seja, a rainha D. Catarina, tomaram medidas para expulsar os franceses com a maior urgência. Foi neste sentido que foi fundada a cidade do Rio de Janeiro e as posições fortificadas dos franceses foram atacadas e destruídas, a partir de 1560. A batalha de Uruçu Mirim foi o último passo neste sentido.

 

  • Os franceses não voltaram ao Brasil?

O domínio português sobre o litoral brasileiro aprofundou-se ao longo do século XVI, com o desenvolvimento de vários focos de colonização e de uma economia de plantação. A concorrência de outras potências europeias ressurgiu no século XVII, nomeadamente por parte da França, que desenvolveu um novo projeto colonial, desta vez na região do Maranhão. O projeto passou a ser conhecido como “França Equinocial”.

Foi em 1612 que partiu uma armada da Bretanha com destino a esta área, e que veio a fundar S. Luís do Maranhão. Esta posição teve, porém, uma existência efémera, porque foi tomada pelos portugueses de Pernambuco em 1615, mas outros focos de presença francesa sobreviveram. A mais importante foi Caiena, mais a norte, e que veio a ser a capital da Guiana Francesa, que subsiste ainda hoje como um departamento ultramarino da França.

Ouça aqui outros episódios do programa Dias da História

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Os Dias da História - Batalha de Uruçu Mirim, no Brasil
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Paulo Sousa Pinto
  • Produção: Antena 2
  • Ano: 2017
  • Morte de Estácio de Sá: Antônio Parreiras

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui