Pesquisar

Campeões mundiais de robótica

Apostam no trabalho e na criatividade, gostam de competir e de colecionar troféus. Apresentamos o Clube de Robótica da Escola Secundária de Amares, a somar vitórias em competições nacionais e internacionais desde 2009.

Estes alunos têm em comum a paixão da robótica e, apesar do empenho que o projeto exige, não desistem de dar vida a bonecos. Primeiro ensaiam as mãos com peças de lego, depois, com a lição sabida, constroem um corpo mecânico, o equivalente a um esqueleto, em que as veias e as artérias são substituídas por um emaranhado de fios que entram e saem de circuitos ligados a sensores, baterias e motores. A seguir, fazem a programação das posições e coordenam movimentos. No fim de muitas horas de trabalho, lá está ele, o robô, móvel e autónomo, preparado para fazer figura no palco das competições.

Para o mundial de 2012, que decorreu no México, o clube de robótica de Amares levou um robô  inspirado na mascote dos jogos olímpicos de Londres, que dançou e ganhou a competição. Aqui não há prémios monetários, mas todos se sentem recompensados nos troféus que levam para casa. Como nos diz  esta reportagem, o maior prémio é ver os alunos interessados pela robótica e pela escola. O Tomé Macedo até melhorou as notas.

Ficha Técnica

  • Título: Campeões da Robótica
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Pedro Oliveira Pinto
  • Produção: RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.