Pesquisar

Como nasce e é batizado um furacão

O furacão é um fenómeno meteorológico que pode ocorrer nos oceanos Pacífico, Índico ou Atlântico e ocorre devido a variações de temperatura e a mudanças na direção dos ventos. Nesta reportagem, produzida em 2008 pela RTP, ficamos a compreender a sua origem e, já agora, que cada furacão tem um nome que nunca se repete.

Este fenómeno forma-se, geralmente, em regiões tropicais do planeta. Os ventos  podem chegar aos 199km por hora, costumam girar no sentido do relógio no hemisfério sul e ao contrário no hemisfério norte. São muito comuns no mar das Caraíbas e nos EUA, chegando a medir de 200 a 400 km de diâmetro.

Os furacões, os tufões ou os ciclones são fenómenos semelhantes apesar dos ventos no caso dos dois últimos alcançarem velocidades menores. Costumam ter início sobre o oceano onde a temperatura ultrapassa os 27º C.

A evaporação da água causa uma acumulação em forma de nuvens na camada mais baixa da atmosfera, criando uma baixa pressão atmosférica, que faz com que  o ar comece a subir ainda mais rápido e com que o ar frio da camada superior comece a descer pelo centro da tempestade.

Estes ventos com sentidos contrários criam uma tempestade que gira sobre si própria. À medida que o furacão se movimenta alimenta-se de mais vapor de água continuando a crescer. Quando o tufão atinge terra, normalmente mais fria e seca, começa a dissipar-se, mas durante algum tempo mantém uma grande capacidade para causar estragos.

Ficha Técnica

  • Título: Explicações sobre a formação de furacões
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Margarida Neves de Sousa
  • Produção: RTP
  • Ano: 2008

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui