Pesquisar

De Elvas para o mar dos Açores

Ricardo Serrão Santos lembra-se de ser pequeno e viajar no carro verde do pai desde Elvas até uma pequena praia de Vila do Conde. Já na altura se perdia admirado com a fauna das poças de mar. Daí ao mergulho investigativo no mar dos Açores, um percurso.

Trabalha para a Universidade dos Açores, na Horta, e o que o motiva é encontrar respostas e incentivar a sociedade para a conservação do ambiente.

Ricardo Serrão Santos acha este incentivo tão premente que pensa que o desafio, no futuro, passará certamente pela recuperação dos habitats, pela mitigação dos efeitos negativos já produzidos e também em encontrar a capacidade para produzir o alimento necessário para as sociedades.

Depois de anos de investigação, está mergulhado nos organismos de profundidade, aqueles seres marítimos que suportam a ausência de luz, a alta pressão, a acidez ou altos teores de metais pesados. Com o mexilhão das profundidades, busca o modelo que permitisse encontrar na fisiologia e na química molecular dessas espécies quais as enzimas que actuam na reparação de lesões do DNA ou nos processos de desintoxicação. Parte-se para a biotecnologia, testando as moléculas destes organismos marinhos.

Desde os documentários que via em pequeno de Félix Rodríguez de la Fuente e de Jean Jacques Cousteau até ao prémio “Seeds of Science” do jornal Ciência Hoje ou do “Gift of The Earth” atribuído pela World Wildlife Fund (WWF), as perguntas e as respostas para melhor suster a natureza são o percurso deste cientista da biologia marinha e ecologia comportamental.

  • Temas: Ciência
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: 5 Minutos Com Um Cientista
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Museu da Ciência da Universidade de Coimbra - RTP
  • Produção: Panavídeo
  • Ano: 2013

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.