Pesquisar

Deportados para outro mundo

Portugal foi oficialmente um país neutro durante a II Guerra Mundial, mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis. A RTP visitou campos de concentração e recuperou histórias de alguns dos que sofreram ou morreram sob o jugo de Hitler.

Maria Barbosa, nascida em Ponte de Lima, foi detida em França por colaboração com a resistência e passou por três campos concentração alemães – um deles foi Bergen-Belsen – de onde foi libertada no final da guerra.

A maioria dos portugueses que passaram pelos campos de concentração não tiveram, no entanto, a mesma sorte de Maria Barbosa. José Nunes Mateus, de uma aldeia próxima de Castelo Branco, morreu em Mauthausen e o mesmo aconteceu ao algarvio Tomás Vieira, que tinha emigrado para França antes da guerra, ou José Nunes Mateus, ex-combatente na Guerra Civil de Espanha ao lado dos republicanos.

E se poucos sobreviveram ainda foram menos os que tiveram a possibilidade de dar a conhecer as suas desventuras. Não foi o caso de José Agostinho das Neves, militante anarquista, preso em França por razões políticas, que contou a sua história e a viu publicada no jornal Diário Popular.

Ainda mais detalhado foi o livro “A Morte Lenta”, publicado em 1945 em português, e escrito por Émile Henry, um francês com uma longa ligação a Portugal, que deixou o seu testemunho pouco depois de regressar ao Porto, após o final da guerra.

Estas são algumas das histórias que a RTP recuperou neste documentário.

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Deportados para outro mundo
  • Tipo: Documentário
  • Autoria: Ana Luísa Rodrigues/ Carla Quirino/ José Rui Rodrigues/ Sofia Pedro
  • Produção: RTP
  • Ano: 2018

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui