Pesquisar

Eduardo Viana, na solidão da pintura

Da paisagem, à natureza morta até ao nu... Eduardo Afonso Viana (1881-1967) afirma-se nestes estilos com fortes influências de Cézanne e dos Cubistas. Foi o pintor de um naturalismo moderno.

Pertence à primeira geração dos modernistas portugueses. Aos 24 anos começa a conviver com os  grandes mestres da pintura moderna em Paris, mas o pintor solitário como por vezes é referido, adota a linha naturalista na primeira fase da sua carreira embora com um outro entendimento das formas e das cores puras.

Afasta-se depois deste movimento e começa a explorar conceitos mais abstratos, figuras geométricas irregulares que orientam a sua obra no vanguardismo.

A paisagem, o modelo nu e a natureza morta são as três temáticas exploradas por  Eduardo Afonso Viana ao longo de 50 anos

 

  • Temas: Artes, Pintura
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Grandes Quadros Portugueses
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Produção: Companhia de Ideias
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui