Pesquisar

Javali, o porco-bravo que sabe fazer camas

Em Latim o nome é sus scrofa, mas pode-se chamar-lhe porco-bravo, porco-montês ou javardo. Fiquemo-nos por javali, outro nome da mais conhecida e principal espécie dos porcos selvagens. Conheça o animal que usa o focinho até para fazer camas.

O javali é uma espécie precoce: as fêmeas ficam prenhas no primeiro ou segundo ano de vida e dão à luz cerca de 3 ou 4 crias, depois de uma gestação de quatro meses.

A fecundidade desta espécie está directamente ligada à abundância ou escassez de víveres, ou seja, tende a acontecer apenas quando a sobrevivência está assegurada.
Pode mesmo dar-se o caso de os cios das fêmeas e os nascimentos coincidirem com alturas em que a alimentação não escasseia, em vez dos comuns 23 dias de cio quase sempre no Outono e dos costumeiros nascimentos por volta de Fevereiro a Abril.

Omnívoros, os javalis comem de tudo, até mesmo carcaças. São conhecidos por usarem o focinho vigorosamente, abrindo sulcos facilmente reconhecíveis no solo e que podem até ser perniciosos para alguns ecossistemas. É também com o focinho que fazem os conhecidos “encames”, verdadeiras camas escavadas no solo, onde se deitam e onde aplicam toda a sua técnica quando servem para ter uma ninhada.

Os javalis vivem numa estrutura de clã,  de base  matriarcal, normalmente formados por 3 a 5 animais, acompanhados pelas suas crias.

Ficha Técnica

  • Título: Portugal Selvagem
  • Autoria: Extrato de programa
  • Produção: Transglobe
  • Ano: 2009

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui