Pesquisar

Lápide romana chora marido e filho

A lápide funerária foi descoberta durante obras no interior do castelo de Moura e imortaliza em pedra os lamentos de uma mulher que perdeu o marido e o filho.

A lápide deverá ter integrado um grande mausoléu familiar que terá sido construído durante o século I. Foi dedicada por Aemília Anulla ao marido e ao filho, respectivamente, M.N. Calvicius e L.N. Arrus.

Descoberta durante as obras de construção de um posto de turismo no interior do castelo, é apenas um dos achados daquela campanha que decorreu em 2011. Durante os trabalhos foram assinaladas também várias camadas com indícios de construção que mostram a existência de diversos períodos de povoamento daquele território.

Nesta reportagem pode ouvir declarações de José Gonçalo Valente, Arqueólogo; Marta Coelho e Luís Almeida, técnicos de arqueologia da Câmara Municipal de Moura, e Santiago Macias, Vereador da Câmara Municipal de Moura.

Ficha Técnica

  • Título: Arqueologia em Moura
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Sérgio Vicente
  • Produção: RTP
  • Ano: 2011

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.