Pesquisar

No som de Fernando Lopes-Graça

Fernando Lopes-Graça (1906-1994) foi um compositor português autor de diversas obras para orquestra e piano. Crítico do Estado Novo e membro do Partido Comunista foi preso diversas vezes e a sua obra proibida de ser tocada.

Começa a tocar piano muito cedo em casa e aos 14 anos já trabalhava no cineteatro de Tomar – cidade onde nasceu – como pianista. A sua formação continua em Lisboa onde frequenta o Curso Superior do Conservatório de Lisboa.

Em 1931 é preso pela primeira vez pela polícia política e outras detenções se seguirão nos anos seguintes. É proibido de concorrer a bolsas de estudo no estrangeiro, de abraçar uma carreira na função pública ou de lecionar. As suas obras são também proibidas de serem tocadas em público e os direitos de autor são-lhe retirados. Estuada no estrangeiro por conta própria.

A sua obra é considerada avançada para a época. Para além das suas orquestrações, Lopes-Graça também se debruçou sobre a música tradicional e foi interveniente em publicações que marcaram a cultura portuguesa da época como a Presença ou a Seara Nova.

Ficha Técnica

  • Título: Câmara Clara - Fernando Lopes Graça
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: João Macdonald
  • Produção: RTP
  • Ano: 2006

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui