Pesquisar

O Grandella do Chiado

O incêndio que em agosto de 1988 devastou a zona do Chiado, em Lisboa, começou nos armazéns do Grandellla. O espaço tinha o nome do seu fundador, uma referência do comércio lisboeta e da capital do princípio do século XX.

Francisco de Almeida Grandella foi um republicano, um maçon, um filantropo e um comerciante que começou a trabalhar numa pequena loja da baixa, conseguindo depois construir um pequeno império que o eclodir da I Guerra Mundial levou à falência.

O edifício, que ainda hoje mantém as fachadas originais, utilizou na sua construção os materiais de vanguarda para o seu tempo, nomeadamente grandes estruturas de ferro.

O espaço comercial tinha acessos pelas ruas do Ouro e do Carmo. A sua fachada exibia um relógio monumental, com duas figuras de ferreiros que batiam as horas. Ainda hoje ali existem os medalhões em cantaria que ostentavam o lema da casa: ‘Sempre por bom caminho e segue’.

Nesta reportagem por ouvir os depoimentos de Isabel Xavier, presidente da Associação Património Histórico de Lisboa e Vasco Trancoso, autor do livro “Grandella e a Foz do Arelho”.

  • Temas: História
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Armazéns Grandella
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Filipa Simas
  • Produção: RTP
  • Ano: 2018

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui