Pesquisar

O templo de Diana

O Templo de Diana, em Évora, foi alvo de obras de requalificação em 2017, o que permitiu recolocar dezenas de peças que ao longo de décadas se tinham desprendido do monumento, classificado como Património Mundial pela Unesco.

É um dos mais grandiosos e bem preservados templos romanos da Península Ibérica, recebendo anualmente milhares de visitantes. Durante os trabalhos de limpeza e recuperação foram repostos mais de duzentos elementos de mármore que ao longo de décadas se tinham soltado das colunas e de outras partes do monumento.

Em junho de 2018 surgiu um novo estudo que voltou a desmentir a ligação do templo à deusa Diana. Dois especialistas alemães que analisaram a construção concluíram que esta tinha como objectivo o culto imperial e foi dedicada ao imperador Augusto.

Já nos anos 90 outro estudo tinha apontado nesse sentido contrariando a tradição surgida no século XII pela mão do jesuíta Manuel Fialho, que afirmou que o local de culto era dedicado a Diana, deusa da lua e da caça.

Nesta reportagem pode ouvir declarações de turistas portugueses e estrangeiros; de Maria Fernandes, da Direção-Geral do Património Cultural e de Rafael Alfenim, da Direção Regional de Cultura do Alentejo.

Ficha Técnica

  • Título: Templo Romano de Diana em Évora
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Paulo Nobre/ Teresa Marques
  • Produção: RTP
  • Ano: 2018

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui