Pesquisar

A ocupação de Timor pelos japoneses

Durante a II Guerra Mundial, Timor foi a única parcela do território português invadida por forças de países beligerantes. Durante a presença japonesa cerca de 40 mil timorenses e portugueses perderam a vida…

A invasão aconteceu na manhã de 19 de fevereiro de 1942 e, apesar de terem reconhecido que a administração do território continuava a ser portuguesa, os japoneses só abandonaram a ilha após o fim da guerra. Pelo meio aprisionaram os elementos portugueses envolvidos na administração e nas forças militares, aterrorizaram a população local e mataram milhares de pessoas.

Pouco antes da chegada dos japoneses a ilha fora ocupada por forças holandesas e australianas, em Dezembro de 1941. Portugal e os aliados tinham estabelecido um acordo de cooperação que previa o envio de tropas aliadas caso os japoneses tentassem entrar pelo território. Essa ajuda estava, no entanto, sujeita a um pedido formal de ajuda, que nunca aconteceu.

Apesar dos protestos do governador local as forças invadiram Timor, mas tratou-se de uma ocupação sem derramamento de sangue. Para compensar a falta de elementos naquele território, Portugal anunciou o envio de tropas com o objetivo de substituir os aliados, mas estas não chegaram a tempo, porque entretanto os japoneses desembarcaram em Díli.

Os japoneses dizimaram cerca de dez por cento da população e deixaram memórias sombrias da guerra entre os timorenses.

Ficha Técnica

  • Título: Ocupação de Timor pelo Japão
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Francisco Piedade
  • Produção: RTP
  • Ano: 2011

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.