Pesquisar

Os passos da revolta do Porto de 1891

A revolta republicana do Porto, em 1891, surge na sequência do Ultimato Inglês, mas tem uma vida muito curta pois os revoltosos têm pouco apoio e encontram-se desorganizados.

Foram poucos os oficiais que se juntaram aos revoltosos do Porto em 1891. A maioria das forças era constituída por sargentos e soldados, numa altura em que os efeitos do Ultimato Inglês ainda se faziam sentir.

Os revoltosos ocuparam o edifício da Câmara Municipal da cidade e proclamaram a república. Foi quando tentavam chegar a pontos estratégicos da cidade que a iniciativa fracassou.

A maior parte da coluna subiu a atual Rua 31 de Janeiro em direção à Praça da Batalha, mas elementos da Guarda Municipal, Guarda Fiscal e cavalaria entrincheiraram-se junto à Igreja de São Ildefonso e fizeram fogo sobre os soldados que se aproximavam. Vários foram mortos e a iniciativa fracassou.

  • Temas: História
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Retrospectiva histórica da 1ª revolta republicana em Portugal
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Alexandra Vieira-
  • Produção: RTP Açores
  • Ano: 2001

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui