Pesquisar

Padre António Vieira: a vida do jesuíta em três fases

Entre Portugal e o Brasil este pensador e orador jesuíta teve uma vida intensa, de dimensão múltipla e diversa, difícil de seguir, interpretar e resumir. Por isso, grande parte dos seus biógrafos organizam-lhe o longo percurso por etapas, muitas vezes de forma pouco consensual. José Pedro Paiva, especialista em Padre António Vieira, enquadra em três grandes fases a história absolutamente fantástica do missionário português do século XVII. Uma leitura sintética e simples.

A incomensurável dimensão de Padre António Vieira dificulta o trabalho dos seus biógrafos. A longevidade não seria problema, tivesse ele passada menos vigorosa ao longo dos 89 anos de vida. Porém, o percurso deste jesuíta é difícil de acompanhar; em todas as esferas que o seu génio prodigioso e espírito arguto se manifestaram, Vieira esteve além do seu tempo, um tempo de grandes dificuldades por toda a Europa e no Novo Mundo que é preciso compreender e enquadrar.

Na impossibilidade de fazer uma leitura exaustiva no Câmara Clara da RTP,  José Pedro Paiva, professor do Instituto de História e Teoria das Ideias da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, assinala no programa os aspetos mais importantes da vida “do mais admirável pregador português”. Da fase inicial de formação no Brasil, passando depois a um ciclo de apogeu e expansão e, por fim, destacando um período de declínio, começado logo após a morte de D. João IV, quando Vieira é acusado e preso pela Inquisição.

 

 

 

Ficha Técnica

  • Título: Câmara Clara - Padre António Vieira
  • Tipo: Extrato de Programa Cultural
  • Autoria: Paula Moura Pinheiro
  • Produção: RTP
  • Ano: 2008

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.