Pesquisar

As vinhas do Douro são de todos

O rio abriu caminho entre serras, as mãos do homem moldaram a paisagem das encostas. Socalcos e patamares cobertos de vinhas ocupam 250 mil hectares da Região Demarcada do Douro, dos quais cerca de dez por cento são Património da Humanidade.

Por este rio acima, contemplamos paisagens de cortar a respiração. O leito do Douro corre em curvas e contracurvas, sinuoso e tantas vezes perigoso. A natureza é aqui bela e selvagem, mas o homem teimou em cultivar estas encostas de inclinação vertiginosa, onde a terra é de pedra.

Há dois mil anos, os romanos já produziam ali vinho. No século XII,  são os monges de Cister que desenvolvem a cultura. O néctar que dali sai é dos deuses e a região cresce em fama e proveito. Em 1756, D. Sebastião Carvalho e Melo, ministro do rei D. José I e futuro Marquês de Pombal, ordena a delimitação da área onde o vinho do Porto é produzido, nascendo assim a primeira região vitícola regulamentada do mundo.

Obra de séculos, é difícil imaginar o esforço e a resistência dos durienses ali investidos. Partir pedra, erguer muros, abrir socalcos e patamares, carregar uvas, transportar pipas num rio tão difícil de navegar que a determinadas passagens, os  barcos “rabelos” eram puxados por carros de bois. Foi, e ainda é dura, a vida das mulheres e homens que se equilibram em geografias impensáveis a apanhar  os cachos cheios.

De importância vital para a economia do país, estes vinhos com fama à escala mundial não ficaram  parados no tempo. Nas últimas décadas, novos empresários têm investido em tecnologia e no apuramento de novas castas. As singulares paisagem e cultura do Alto Douro Vinhateiro conquistaram a UNESCO que as inclui na lista de Património Mundial em 2001. O professor universitário Manuel de Novaes Cabral explica ao pormenor os motivos que levaram ao reconhecimento da excepcional região que inspirou Miguel Torga e tantos outros escritores.

 

  • Temas: Geografia
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Património Mundial Português
  • Tipo: Documentário
  • Produção: Filma e Vê e RTP2
  • Ano: 2009

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.