Pesquisar

Porque é que os bebés são tão queridos?

Lembras-te como toda a gente ficava derretida a olhar para ti quando eras um bebé de colo? Claro que não! Ainda não tinhas as capacidades do cérebro suficientemente desenvolvidas para te lembrares…

É verdade que toda a gente adora bebés e muita gente crescida até muda o tom de voz sempre que estão na presença de um bebé… já reparaste?

Os bebés são assim tão queridos para provocarem estas reacções? Há algum motivo científico que faz com que nos apeteça pegar neles ao colo e apertar-lhes as bochechas?

A verdade é que, ao contrário da maioria das espécies animais, os bebés humanos são completamente dependentes dos pais, precisam totalmente da mãe e do pai para sobreviverem.

Pensa-se que os bebés humanos foram adaptando a sua aparência de maneira a ficarem mais adoráveis, aumentando assim o instinto protector e carinhoso dos seus pais.

Ao longo da história da humanidade estas características contribuíram para a nossa sobrevivência.

Mas afinal de contas o que é que faz de um bebé um ser tão querido?

É uma cabeça grande e arredondada; uns olhos grandes; uma testa grande; um corpo redondinho e a pele suave.

Quem diria que até um bebé fofinho é ciência?…

“Um Minuto de Ciência por dia não sabes o bem que te fazia” é um conteúdo do Pavilhão do Conhecimento para a  rádio zigzag.

Ficha Técnica

  • Título: Um Minuto de Ciência por dia não sabes o bem que te fazia
  • Tipo: Infantil
  • Autoria: Rádio Zig Zag / Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva
  • Ano: 2016

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui