Pesquisar

A primeira campanha eleitoral

Marcadas as primeiras eleições livres para 25 de abril de 1975, partidos e Movimento das Forças Armadas (MFA) saíram à rua e percorreram o país para apresentar projetos e ideias, mas também para explicar o que era o processo eleitoral.

A norte, os partidos de esquerda tiveram dificuldade em espalhar a sua mensagem, enquanto a sul acontecia o mesmo no que se relacionava com as forças da direita. Uma divisão do país que ainda hoje está espelhada nas tendências de voto mas que, em 1975 e anos seguintes, serviu de mote para diversas cenas de violência, destruição de cartazes e ataques a sedes partidárias.

Em algumas localidades do interior foi o padre quem sugeriu indicações do voto, noutras foram anos de luta contra o patronato a ditar as escolhas.

Certo é que o país se pintou de cores garridas para anunciar as primeiras eleições, um ato considerado por vários partidos, especialmente da esquerda mais radical, como prematuro. Mesmo assim foram 12 forças partidárias a candidatar-se ao escrutínio.

Ficha Técnica

  • Título: Campanha Eleitoral em 1975
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Ana Luísa Rodrigues/ André Castro Ribeiro
  • Produção: RTP
  • Ano: 2015

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.