Pesquisar

O Rio Mondego

O Mondego é um dos mais importantes rios de Portugal. Mas quando nasce, no alto da serra da Estrela, não parece sequer ter força para se transformar no grande rio que é. Vamos seguir esta corrente.

Em Portugal é caso único um rio nascer numa fonte à beira da estrada. Assim começa o Mondego, um fio de água no alto da serra da Estrela, a 1425 metros de altitude. Tão pequenino é, tão frágil parece, que os portugueses baptizaram-no de Mondeguinho. Mas depressa se faz rio grande e forte e, ao longo do seu trajeto atravessa três distritos, passa por povoações e cidades importantes como Penacova, Celorico, Nelas e Coimbra.

Acredita-se que as suas águas têm o poder de curar doenças de pele e,  por isso, são muito procuradas nas termas de Caldas de Felgueira.

Antes de desaguar, perto da Figueira da Foz, o Mondego alberga várias espécies de aves mais ou menos raras: flamingos, garças-reais, garças-brancas-pequenas e estorninhos-malhados são apenas algumas que vivem ou passam por aqui.

Seguimos a história deste rio num vídeo extraído do documentário “Rios de Portugal” produzido em 1985.

Ficha Técnica

  • Título: Rios de Portugal
  • Tipo: Extrato de Documentário
  • Produção: RTP
  • Ano: 1985

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.