Pesquisar

Rua do Arsenal, uma história política do século XX

Pela rua passaram um rei morto e um príncipe moribundo, vítimas de atentado. Depois foi testemunha do nascimento da república, cujos altos e baixos subiram e desceram aquela artéria da capital. Conheça o século XX da Rua do Arsenal.

A rua do Arsenal nasceu do novo traçado da Lisboa pós terramoto de 1755 e o facto de passar junto ao arsenal da Marinha da guerra deu-lhe o nome.

No século XX a rua seria espaço central no desenrolar de vários momentos da história de Portugal.

Em 1908 foi junto dela que se assistiu ao regicídio e por ela passaram o cadáver do monarca, D. Carlos, e o moribundo príncipe herdeiro, Luís Filipe.

Dois anos depois foi do balcão da Câmara Municipal de Lisboa, virada para a rua, que José Relvas anunciou a implementação da República.

Do arsenal da marinha saíram armas que combateram golpes e contragolpes que deram história à república e ao Estado Novo. Seria também ali que se testemunharia um dos mais importantes momentos da revolução que implantou a democracia.

Ficha Técnica

  • Título: História a história - Rua do Arsenal, uma história política do século XX
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Fernando Rosas
  • Produção: RTP / Garden Films
  • Ano: 2014

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.