Pesquisar

Salgueiro Maia, o eterno símbolo da revolução

Comandou a coluna de blindados que, saindo de Santarém, veio cercar os ministérios, no Terreiro do Paço, forçando a demissão de Marcelo Caetano. Foi o rosto mais visível de toda a operação militar, destacando-se pela sua ação pragmática e firme nesse dia.

Integrou a Comissão Coordenadora do MFA desde o seu início, como delegado de Cavalaria, uma vez que era essa a sua especialidade, estando colocado na Escola Prática de Cavalaria de Santarém (EPC). A sua missão no dia 25 de abril de 1974 foi essencial para o sucesso da revolução, tornando-o um símbolo que para sempre ficou associado a este dia.

Na noite marcada, Salgueiro Maia juntou 240 homens da EPC fazendo uma intervenção que ficou célebre, dizendo: “Meus senhores, como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos. Ora, nesta noite solene, vamos acabar com o estado a que chegámos!”

Sem nenhum desistente, a coluna de Santarém viria a cercar os ministérios, no Terreiro do Paço, avançando depois para o Largo do Carmo, onde Marcelo Caetano se rendeu. Salgueiro Maia ainda escoltou o chefe de governo cessante até ao aeroporto, a partir de onde Caetano partiu para o Brasil.

“Dicionário de Abril” é uma série de pequenos programas dedicados ao 25 de abril de 1974 e ao período de instauração do regime democrático em Portugal, produzidos a partir de imagens de arquivo.

  • Temas: 25 de Abril
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Dicionário de Abril - Letra S
  • Tipo: Programa
  • Autoria: António Reis/ Maria Inácia Rezola/ Paula Borges
  • Produção: Braveant/ RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui