Pesquisar

São Tomé e Príncipe após a independência

Após a independência S. Tomé e Príncipe viveu momentos políticos conturbados que incluíram a intervenção de tropas angolanas para segurar o regime. A esperança da economia reside hoje na descoberta de petróleo no mar adjacente.

A independência do país em relação a Portugal foi oficializada em 12 de Julho de 1975, com o poder a passar para o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP), um partido de cariz marxista que durante vários anos manteve um regime de partido único.

Manuel Pinto da Costa foi o primeiro presidente do país enquanto Miguel Trovoada chefiava o Governo. Dissensões internas afastaram Trovoada do governo em 1979, e colocaram-no na prisão onde se manteve durante dois anos, exilando-se em seguida.

Em 1990 é instituído o multipartidarismo através de uma nova constituição e a descoberta de petróleo no mar veio abrir perspetivas de uma melhoria na economia de um país onde parte importante da população vive situações de pobreza extrema.

Ficha Técnica

  • Título: Aniversário da independência de São Tomé e Príncipe.
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Teresa Botelheira
  • Produção: RTP
  • Ano: 2005

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.