Pesquisar

Soares, Cunhal e Sá Carneiro: três políticos para abril

Mário Soares, Álvaro Cunhal e Francisco Sá Carneiro são três personalidades da política que marcam o período revolucionário. Estiveram juntos nos primeiros governos provisórios, mas os diferentes ideários separaram-nos.

Mário Soares e Álvaro Cunhal encontravam-se no exílio quando foi anunciado o triunfo da revolução e ambos regressaram ao país dias depois dos acontecimentos. O primeiro liderava o Partido Socialista, fundado no exílio e com pouca implementação em Portugal, já o segundo era mítico e chefiava o Partido Comunista, uma das poucas forças de oposição enraizadas na realidade do país.

O facto de ambos defenderem ideias de esquerda poderia tê-los juntado, mas depressa seguiram caminhos políticos diferentes, uma situação que ficou clara num célebre debate eleitoral que ainda hoje é recordado.

Para além destas duas personalidades destacava-se ainda Francisco de Sá Carneiro, um advogado que integrara a ala liberal do parlamento durante a última fase da ditadura. Com o tempo sentiu-se desiludido com o período Marcelista, tornando-se um dos seus críticos.

Estes três homens viriam a desempenhar papéis fundamentais no processo de implementação da democracia no país.

Ficha Técnica

  • Título: Mário Soares, Àlvaro Cunhal e Sá Carneiro no pós 25 de Abril
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Jacinto Godinho
  • Produção: RTP
  • Ano: 1994

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.