Pesquisar

Uma aplicação garante qualidade de bivalves

Um grupo de alunos e professores da Escola Secundária João de Deus, de Faro, criou uma aplicação que permite saber se as zonas de apanha de bivalves na Ria Formosa são ou não seguras para a saúde.

A aplicação chama-se “BiSafe” e permite de forma rápida, através de um telemóvel, saber se os bivalves de uma determinada zona da Ria Formosa, no Algarve, estão ou não afetadas por biotoxinas o que impede a apanha de bivalves.

Sazonalmente microalgas libertam este tipo de toxinas que podem, em caso de ingestão, ter graves consequências para a saúde humana. Por essa razão são realizadas periódicamente análises tanto à água como aos bivalves e os resultados são tornados públicos pelas autoridades marítimas.

Esta aplicação permite aceder de foram mais rápida a esses resultados. Deste modo é fácil perceber – mesmo no local onde se encontram – quais as espécies ou zonas onde está proibida a captura do marisco.

 

Ficha Técnica

  • Título: Desenvolvimento das novas tecnologias
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Duarte Baltazar
  • Produção: RTP
  • Ano: 2016

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.