Pesquisar

Violência contra adolescentes: uma epidemia mundial

A cada dia que passa, milhares de crianças e jovens ficam com a infância e a adolescência marcadas por uma violência extrema, impiedosa, perpetrada muitas vezes por quem mais os devia amar. São vítimas de abusos sexuais, agressões físicas e emocionais que os vão acompanhar para sempre. Um flagelo mundial que nos chega traduzido nos números da UNICEF. No relatório de 2014, a organização revelava que uma em cada 4 adolescentes era vítima de violência.

A violência exercida sobre crianças e adolescentes aumenta todos os anos. A idade não importa para quem lhes faz mal. Forçados a ter relações sexuais, brutalmente espancados, mutilados, obrigados a pegar em armas. Centenas são assassinados. A lista de maus-tratos é longa, inquietante.

Quando traduzido em números, este flagelo à escala global, mais grave em países de África e da América Latina, impressiona. Milhões de crianças sofrem estes crimes, todos os dias. Muitas vezes são os familiares, namorados e maridos que lhes fazem mal. Porque nas suas comunidades os menores são tratados como se fossem uma propriedade, a violência física é tolerada e promovida e não há um sistema judicial que os proteja das mentalidades conservadoras.

A UNICEF, organização que protege os direitos das crianças, vai denunciando a realidade absurda que atinge rapazes e raparigas em todo o mundo com os dados disponíveis que consegue reunir. Neste relatório de 2014 o foco são as meninas e as adolescentes, as maiores vítimas de abuso sexual. A peça tem declarações de Madalena Marçal Grilo, diretora da agência das Nações Unidas em Portugal.

 

 

  • Temas: Cidadania, Saúde
  • Ensino: 1º Ciclo, 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Relatório UNICEF - Aumentou violência contra meninas adolescentes
  • Tipo: Peça Telejornal
  • Autoria: Vanda Freire
  • Produção: RTP
  • Ano: 2014

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui