Pesquisar

A equipa de reportagem era constituída pelos jornalistas Serras Fernandes e Neves da Costa que enviavam os despachos e as imagens por avião. Primeiro em pequenos aparelhos militares que aterravam no mato e levavam o material até Luanda, cidade a partir da qual a TAP transportava o material até Lisboa.

Na capital portuguesa os rolos de filme eram revelados, editados e transformados em pequenas notícias que passavam no telejornal.  A operação  decorreu ao longo de 16 dias, período durante o qual aconteceram diversos combates de que resultaram diversas baixas.

Em 1964 os jornalistas foram desafiados a reunir o material numa grande reportagem. “Nambuangongo, a grande arrancada” seria exibida apenas uma vez, num espaço privado, para uma audiência selecionada e depois foi arquivada.

Na televisão este trabalho só foi transmitido em 2009.

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.