Pesquisar

O amor é complicado, até no mundo animal

O professor e veterinário George Stillwell explica os relacionamentos entre animais e mostra que nem só as pessoas têm afetos, sentem ciúmes ou sabem ser sedutoras para conquistar o parceiro em que estão interessadas.

Sabias que o louva-a-deus põe a própria vida em risco quando se mete com a parceira, que come o macho durante ou após a relação sexual terminada?  Que também entre os animais, como os elefantes e as orcas, existe a figura da tia, elemento crucial na educação dos mais novos elementos do grupo? E que as fêmeas dos pardais cantores escolhem os machos que têm um repertório maior (que podem chegar a 13 tipos de canções diferentes)?

Ou que a mãe foca, ao fartar-se de dar de mamar a um matulão que não faz mais nada do que se espraiar na praia, o persegue quando este se aproxima para mais uma refeição de leite, na tentativa de convencer o anafado descendente a entrar no oceano e a mudar a dieta para peixe ou marisco?

O professor de Medicina Veterinária da Universidade Técnica de Lisboa George Stillwell desvenda-nos o misterioso mundo da vida afetiva e amorosa dos animais, no livro ‘Quando os Macacos se Apaixonam’, editado pela Esfera dos Livros e nesta conversa conduzida pela jornalista Ana Paula Gomes.

Ficha Técnica

  • Título: Quando os Macacos se Apaixonam
  • Tipo: Entrevista
  • Autoria: Ana Paula Gomes
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui