Pesquisar

Ecrãs fininhos

Ao longo do tempo, os ecrãs foram diminuindo em espessura de uma forma espantosa, até chegarem, nos nossos dias, à forma de ecrãs realmente finininhos. E esta é uma tendência que continua. Como é que isto aconteceu?

Os tão conhecidos monitores LCD (do inglês Liquid Cristal Display) são muito leves e finos, sem partes móveis.

Polaroid, para além de uma marca registada, é o nome de um plástico que polariza a luz e é usado nos LCD. Se rodares dois polaroids na perpendicular, a luz não passa, mas se entre os dois puseres um cristal líquido, a luz pode ser rodada. Consoante se roda mais ou menos o cristal, também se tem mais ou menos luz a passar.

Nos mostradores LCD de um telemóvel, de um portátil ou de um televisor, a informação traduz-se em sinais eléctricos que fazem rodar a luz de modo diferente mesmo em pixeis vizinhos. É por isso que nuns vemos luz e noutros não e, no global, vemos a imagem.

 

Ficha Técnica

  • Título: Adivinhas da Ciência
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Jorge Dias de Deus, Pedro Brogueira, Teresa Peña
  • Produção: Ciência Viva - RTP
  • Ano: 2011

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.