Pesquisar

Fundação do Partido Socialista Português

Foi fundado a 10 de janeiro de 1875, em Lisboa, o Partido Socialista Português, por uma comissão que incluía nomes como José Fontana, Antero de Quental e Nobre França. Foi este, aliás, quem redigiu o primeiro programa do novo partido.

A sua fundação foi o culminar do processo de organização do movimento socialista em Portugal e ocorreu na continuidade dos trabalhos do Congresso de Haia da Associação Internacional de Trabalhadores, em 1872, cujas resoluções abriram o caminho à formação de partidos nacionais.

A formação da Associação dos Trabalhadores da Região Portuguesa, no ano seguinte, e as greves operárias que então ocorreram em Portugal foram os passos iniciais do movimento, que em 1875 se constituiu então como partido político.

O seu órgão principal, chamado O Protesto, começou a ser publicado ainda nesse ano, quando o partido concorreu pela primeira vez às eleições, mais especificamente às eleições municipais, onde obteve resultados modestos.

 

  • Qual o contexto político e social em que surgiu?

Tal como ocorreu noutros países da Europa, as doutrinas socialistas fizeram a sua aparição em Portugal na segunda metade do século XIX, acompanhando o surgimento das primeiras indústrias e a formação de núcleos e associações operárias. No entanto, a adesão das elites intelectuais portuguesas era reduzida, contando-se entre os seus apoiantes ou simpatizantes Oliveira Martins, Antero de Quental ou Jaime Batalha Reis.

A difusão das ideias socialistas refletiu, naturalmente, as divisões que existiam no movimento internacional, entre setores mais libertários, ou anarquistas, e quem defendia posições mais autoritárias ou centralistas, à semelhança de Karl Marx.

1871 foi um ano importante para o movimento, com a realização das chamadas “Conferências do Casino”, que foram imediatamente suspensas pelas autoridades, e com a chegada a Lisboa de uma delegação da Associação Internacional de Trabalhadores que colocou os socialistas portugueses em contacto com o movimento internacional.

 

  • Que futuro teve?

O Partido Socialista Português teve uma vida atribulada, marcada por diversos percalços, reformas e divisões, a que se juntou uma expressão eleitoral reduzida. A morte de José Fontana, menos de dois anos após a fundação do partido, foi um severo golpe que comprometeu o seu crescimento.

O primeiro congresso realizou-se em 1877, mas logo no segundo, no ano seguinte, o partido mudou de nome para Partido dos Operários Socialistas Portugueses, fazendo eco da fusão com estruturas sindicais.

Seguiram-se várias cisões e conflitos, nomeadamente com outras correntes sindicalistas e revolucionárias, a que se veio a juntar uma relação difícil com os círculos republicanos. Com a proclamação da República, o movimento socialista conseguiu alguma expressão nos meios operários e o partido chegou a eleger vários deputados. Porém, e como aconteceu com outras formações políticas, foi dissolvido pelo Estado Novo, após a sua ilegalização pela Constituição de 1933.

Ouça aqui outros episódios do programa Dias da História

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Os Dias da História - Fundação do Partido Socialista Português
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Paulo Sousa Pinto
  • Produção: Antena 2
  • Ano: 2018
  • Imagem: Manifesto Socialista de 1875. Ephemera.

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui