Pesquisar

Imagens do paleolítico na Gruta do Escoural

A Gruta do Escoural foi encontrada em 1963 e a existência de imagens pintadas e gravadas nas suas paredes transformaram-na numa das mais significativas estações arqueológicas de arte rupestre do país.

Situada junto de uma antiga pedreira de mármore perto de Santiago do Escoural, concelho de Montemor-o-Novo, a gruta tinha no seu interior pinturas, gravuras e também várias ossadas quando foi descoberta.

Este espaço terá servido de tela e de necrópole ao homem entre os 25 e os 12 mil anos antes de Cristo. As representações encontradas assemelham-se às que de outras cavidades como Altamira e La Pileta, em Espanha, ou La Mouthe, em França, pertencentes ao período do paleolítico superior.

Nesta reportagem pode ouvir as declarações de Olímpio Gracinha, residente; António Carlos Silva, arqueólogo da Direção Regional da Cultura;  Ana Paula Amendoeira, Diretora Regional da Cultura do Alentejo; Hortense Menino, Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo; António Castor, residente; Maria Emília, Presidente da Associação de Amigos da Escoural e Joana Gingão, Secretária da Junta de Freguesia da Escoural.

  • Temas: História
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Reabertura da gruta do Escoural
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Teresa Marques/ Paulo Nobre
  • Produção: RTP
  • Ano: 2016

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui