Pesquisar

O “Caso Dreyfus”

O caso Dreyfus foi um escândalo que dividiu a França nos finais do século XIX, envolvendo a acusação e condenação de um jovem capitão do exército, Alfred Dreyfus, por traição.

Foi no dia 22 de dezembro de 1894 que foi proferida a sentença, após um breve julgamento, feito em tribunal militar e à porta fechada, de prisão perpétua. Dreyfus foi acusado de passar documentos militares secretos ao exército alemão. Foi destituído da sua patente e enviado para a Ilha do Diabo, a prisão militar francesa na Guiana, onde viveu vários anos até à reabertura do processo, após o escândalo que rebentou junto da opinião pública francesa.

 

  • Qual o motivo da controvérsia?

O Caso Dreyfus poderia ter sido rapidamente resolvido e nunca ter atingido qualquer notoriedade. Os serviços de contra-espionagem franceses fizeram uma investigação mais profunda e detetaram vários erros no processo, com o surgimento de indícios seguros de que se tinha tratado de uma injustiça.

O que verdadeiramente transformou o assunto num Caso nacional foi a forma como os responsáveis do exército francês ocultaram informações e forjaram documentos, agravando a pena de Dreyfus. Rapidamente alastrou pela opinião pública a ideia de que o capitão fora um bode expiatório num processo viciado à partida, que fora incriminado por ser judeu e que as autoridades militares procuravam sobretudo salvar a face da instituição militar à custa do sacrifício de um inocente.

 

  • Que efeitos teve?

O Caso Dreyfus abalou profundamente a confiança dos franceses nas suas instituições e na sua justiça e dividiu a sociedade francesa entre apoiantes e detratores do capitão, fazendo emergir o anti-semitismo latente e as frustrações nacionalistas da França, humilhada após a derrota sofrida em 1870.

Ficou célebre o envolvimento do escritor Emile Zola, com a publicação de um violento manifesto de apoio a Dreyfus, o “J’Accuse”.

Quanto ao capitão, veio a provar-se que as acusações eram falsas. Só em 1906 foi reabilitado e novamente incorporado no exército. Serviu a França na I Guerra Mundial e veio a falecer em 1935. O Caso com o seu nome, porém, continua a ser revisitado e estudado como exemplo paradigmático de injustiça de Estado.

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Os Dias da História - Início do “Caso Dreyfus”, em França
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Paulo Sousa Pinto
  • Produção: Antena 2
  • Ano: 2016
  • Alfred Dreyfus: Aron Gerschel (1890) Museu de arte e história do judaismo

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui