Pesquisar

O mural como mensagem

Após 1974, as ruas portuguesas encheram-se de imagens alusivas ao momento revolucionário, mas o tempo e a tinta apagaram muitas dessas memórias. Hoje o mural voltou à rua: o traço mudou mas o importante continua a ser a mensagem.

A rua viu nascer, no período pós-revolucionário, o mural carregado de ideias e cores políticas. Ficaram mais conhecidos os de cariz de esquerda e extrema esquerda, mas todas as forças partidárias os pintaram nos anos que se seguiram ao 25 de abril.

A maior parte dessas pinturas já desapareceram sob outras camadas de tinta ou perderam o brilho com o passar dos anos.

Outra geração está a contribuir para o renascer da arte do mural. Já não gritam palavras de ordem, mas continuam a defender ideias e transmitir mensagens políticas. São novas marcas de cultura urbana que contam com assinaturas de novos artistas reconhecidos tanto no país como no estrangeiro.

Ficha Técnica

  • Título: E depois de Abril - O Mural
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Marta Jorge/ Filipe Pinto
  • Produção: RTP
  • Ano: 2014

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.