Pesquisar

Um estaleiro naval do século XVI

No centro do espaço urbano da Lisboa dos descobrimentos foi descoberta uma estrutura intrincada de madeira que
corresponde a um antigo estaleiro. Os arqueólogos encontraram também madeiras reaproveitadas de um navio e outras relíquias do tempo.

A descoberta foi feita no subsolo da Praça D. Luís, em Lisboa, durante as obras para a construção de um parque de estacionamento e permitiram destapar, para além da estrutura de madeira, também fornalhas da Fundição do Arsenal Real, da segunda metade do séc. XIX, vestígios do cais da Casa da Moeda, a escadaria e um paredão do Forte de S. Paulo, baluarte de artilharia construído durante o séc. XVII.

Também foram descobertas peças mais pequenas como solas de sapato, um peão, cerâmicas, vestígios de frutos tropicais e pedaços de cachimbo.

O espaço onde foram feitas as escavações está atualmente ocupado por um parque de estacionamento junto ao mercado da Ribeira.

Nesta reportagem pode ouvir as declarações de Alexandre Sarrazola, arqueólogo responsável pela escavação; Jorge Gomes,  funcionário da obra e Ana Catarina Sousa, Sub-diretora do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (Igespar).

Ficha Técnica

  • Título: Estaleiro Naval do século XVI descoberto em Lisboa
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Filipa Costa
  • Produção: RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.