Pesquisar

Endovélico, o Deus da Lusitânia

Deus da cura, da medicina, da terra, do mundo subterrâneo, protetor da vida após a morte. Os atributos do Deus Endovélico eram muitos, tal como a sua influência na Lusitânia. Quando os romanos chegaram à Península Ibérica também adotaram esta divindade.

Os romanos construíram-lhe um templo num dos montes mais altos em São Miguel da Mota, no Alandroal, onde foram descobertas as ruínas da construção, vestígios de esculturas e placas votivas.

Os arqueólogos acreditam que no período pré-romano a veneração ao Deus era feita num outro local, possivelmente num santuário descoberto a alguns quilómetros de São Miguel, numa zona mais reservada e inóspita conhecida por Rocha da Mina, onde foi encontrado, esculpido na rocha, um altar onde possivelmente se realizavam sacrifícios animais e humanos.

Na região do Alandroal ainda há quem acredite na veneração deste deus pagão e pré-romano.

Ficha Técnica

  • Título: Vozes da Lusitânia
  • Tipo: Documentário
  • Autoria: Sofia Leite
  • Produção: RTP
  • Ano: 2003

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui