Isaac: trans e homem “não-verdadeiro”
Ensino:

Isaac tem 22 anos, é fotógrafo, gosta muito de cães, é viciado em cigarros e transexual. A ordem pela qual estas caraterísticas são apresentadas é propositada: o género não deve predominar sobre a pessoa. Desde os cinco anos percebeu que a menina que o seu corpo exibia não tinha nada a ver com o menino que nele vivia. Isaac é um homem.

A lei portuguesa já o concede e a ciência permite todas as alterações corporais possíveis. A mudança de género, que continua para muitos a ser uma aberração, é um direito pelo qual  alguns dão a cara para testemunharem o que muitos outros ainda escondem. Temem o gozo e a intolerância familiar, laboral, ou mesmo o desprezo dentro da sua religião. A sociedade mostra-se tendencialmente conservadora no que diz respeito a temas fraturantes como os que envolvem a identidade e o género.

Isaac nasceu mulher e bem cedo percebeu que algo não estava bem. O que gostava de fazer e a forma como se comportava correspondia ao masculino. A família ajudou-o no processo de mudança de género, aos 18 anos, mas até lá viveu em sofrimento. Nunca ia à praia. Usava ligaduras para apertar o peito. Evitava o ginásio a todo o custo. Não tem dúvidas que mudar para ser homem, ainda assim, é mais facilmente aceite do que uma mudança para o feminino. Socialmente, ser macho continua a prevalecer sobre ser fêmea, mesmo quando se trata de “um homem menos homem”.

#SÓQNÃO dá voz aos que sofrem de preconceito. Qualquer que seja: racial, religioso, sexual, físico, mas também profissional, alimentar, moral ou espiritual. Cada protagonista coloca-nos perante o que tem de ultrapassar no dia-a-dia e, assim, cada um vai representar um rótulo, por norma associado a uma ideia socialmente pré-concebida.

O que são homofobia, bifobia e transfobia?
Veja Também

O que são homofobia, bifobia e transfobia?

Temas

Ficha Técnica

  • Título: #SÓQNÃO - temporada 1, episódio 3
  • Tipologia: Programa
  • Autoria: Joana Martins
  • Produção: RTP
  • Ano: 2019