O Museu do Tesouro Real
Ensino:

O espaço do Museu do Tesouro Real, no Palácio da Ajuda, é um gigantesco cofre que guarda mais de 700 peças que atravessaram a vida de vários reis portugueses. Coroas, mantos, jóias, ofertas de papas ou delegações diplomáticas e mobiliário fazem parte da coleção ali reunida.<br />

Na inauguração, os visitantes puderam admirar uma tiara da rainha Dona Maria II, emprestada por um misterioso colecionador do Médio Oriente. A peça foi adquirida num leilão em que o Estado português também também participou, mas o preço elevado impediu a sua aquisição. O cuidado e a preocupação com a segurança das peças não é um exagero, até porque uma parte do tesouro foi roubado quando estava cedido para uma exposição nos Países Baixos. A indemnização por esse furto pagou parte do novo museu.

Entre as peças expostas no Palácio da Ajuda, encontram-se um retrato do rei Dom Carlos, concebido por José Malhoa; o serviço de mesa do rei Dom José I, conhecido como a baixela Germain, por ter sido feita pelo ourives francês com o mesmo nome; o “Manto Real”, usado a 6 de fevereiro de 1818 por Dom João VI, na cerimónia de aclamação no Rio de Janeiro; a jóia Laça, de esmeraldas, da Infanta Maria Ana Josefa ou uma pedra de ouro do Brasil com 20 quilos de peso.

Neste reportagem pode acompanhar as declarações de José Alberto Ribeiro, diretor do Palácio Nacional da Ajuda; Gabriella Casella, museógrafa; Gabriela Cordeiro, conservadora de pintura; Pedro Adão e Silva, ministro da Cultura; Pedro Sousa, museógrafo; Pedro Moreira, diretor do Museu do Tesouro Real; João Carlos dos Santos, diretor-geral da Direção-Geral do Património Cultural;  Modesta e Isabel, visitantes.

Temas

Ficha Técnica

  • Título: O tesouro do rei
  • Tipologia: Reportagem
  • Autoria: Armando Seixas Ferreira
  • Produção: RTP
  • Ano: 2022