Pesquisar

Pôr as barbas de molho, o exemplo de D. João de Castro

Pôr as barbas de molho não é nenhum petisco, é sim um provérbio com honrosas ligações às digníssimas barbas que enfeitavam as faces D. João de Castro. Para salvar Diu, o vice-rei da Índia, correu o risco de ficar com a cara escanhoada. Mas manteve-se a cidade, a pilosidade facial e, à cautela, um provérbio que vale bem toda esta história. Qual é o seu verdadeiro significado? O "Cuidado com a Língua!" lançou a pergunta. As respostas são mesmo para rir.

O ator Diogo Infante e a jornalista Maria Flor Pedroso dão lições de Português no programa “Cuidado com a Língua!”.

Ficha Técnica

  • Título: Cuidado com a Língua! - I Série
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Autoria: José Mário Costa
  • Produção: até ao Fim do Mundo
  • Ano: 2006

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui