Quebras agrícolas devido à seca
Ensino:

O mês de maio de 2022 foi o mais quente dos últimos cem anos, com 97% do território português em situação de seca severa. No Alentejo, os agricultores falavam numa catástrofe, com quebras de produção entre os 40 e 50 por cento.

À entrada do verão de 2022, Portugal enfrentava a pior seca de que havia memória. Nalgumas zonas do Alentejo, a produção dos cereais tinha caído para menos de metade em relação ao ano anterior e as perspetivas para o rendimento dos olivais – dali a meses – não eram mais animadoras.

Quanto tempo até ao fim deste mundo?
Veja Também

Quanto tempo até ao fim deste mundo?

Para os agricultores e especialistas em hidrologia, deveriam ter sido tomadas medidas com a vista a minorar os efeitos da seca e precaver a rega e o abastecimento das populações. Nesta reportagem pode ouvir as declarações de José Maria Falcão, agricultor e administrador da CERSUL (Agrupamento de Produtores de Cereais do Sul) e Carmona Rodrigues, professor universitário e especialista em Hidráulica.

Riscos Naturais: Ondas de calor e de frio e Secas
Veja Também

Riscos Naturais: Ondas de calor e de frio e Secas

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Seca em Portugal
  • Tipologia: Reportagem
  • Autoria: Daniela Santiago
  • Produção: RTP
  • Ano: 2022