Pesquisar

Os combates sobre a ponte de Amarante

As pontes sobre o rio Tâmega eram essenciais para assegurar a ligação das forças francesas de Soult com Espanha. Em Amarante desenrolaram-se intensos combates, e a ponte foi conquistada pelos invasores, para ser perdida dias depois.

Durante a segunda invasão os franceses, comandados pelo Marechal Soult, precisavam de encontrar pontos de passagem sobre o Rio Tâmega para assegurar as ligações com Espanha e avançaram do Porto em direção a Marco de Canavezes e depois a Amarante.

Os portuguese esperavam o pior, depois da notícia do desastre da Ponte das barcas, no Porto, se ter espalhado.

Em Marco de Canaveses a ponte foi parcialmente demolida e os franceses não conseguiram tomá-la.

Em Amarante os combates foram duros e prolongaram-se durante vários dias. Um ataque surpresa surpreendeu os defensores lusos.

A ocupação da ponte e da cidade de Amarante, pelos franceses, foram de curta duração. O medo de que as tropas luso-britânicas isolassem as suas colunas levaram os comandantes franceses a abandonar a área.

Amarante sofreu pilhagens e incêndios que deixaram marcas ainda hoje visíveis na paisagem.

Ficha Técnica

  • Título: Chegaram os Franceses!
  • Tipo: Extrato de Documentário
  • Autoria: Júlia Fernandes
  • Produção: RTP
  • Ano: 2007

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui