Pesquisar

A Batalha de La Lys do Soldado Milhões

Aníbal Augusto Milhais foi soldado do Corpo Expedicionário Português e, na sequência dos seus feitos durante a Batalha de La Lys, recebeu a mais alta condecoração militar portuguesa. Oiça a história relatada pelo próprio.

Leonida Milhões, filha de Aníbal Augusto Milhais, o Soldado Milhões, preservou durante mais de cinco décadas uma bobina com uma gravação em que o pai conta a sua versão dos acontecimentos ocorridos durante a Batalha da La Lys. Uma equipa da RTP realizou uma reportagem utilizando essa gravação.

O Portal Ensina, para além do trabalho de reportagem, deixa-lhe também algumas passagens mais extensas desta história.

Na madrugada de 9 de abril de 1918, dezenas de divisões alemãs irromperam pelo sector português da frente, defendida pela segunda divisão do Corpo Expedicionário Português (CEP).

Em poucas horas, os portugueses perdem 7500 homens entre desaparecidos, mortos, feridos e prisioneiros, naquela que ficaria conhecida pela batalha La Lys.

Entre o caos, um soldado português, vai transformar-se num herói.

Augusto Milhais pertencia a uma secção de metralhadoras do Batalhão de Infantaria 15 (BI15), que no dia antes da batalha tinha saído da linha da frente, pernoitando em Croix Marmouse.

É aqui que começa a história contada pelo próprio, gravada em 1967, e preservada pela família.

 

Segundo foi possível apurar, os primeiros combates do BI 15, terão acontecido na zona de Haute Maison.

Perante a pressão alemã, um misto de forças portuguesas e escocesas, retira para La Fosse.

Augusto Milhais e o soldado “Malha Vacas”, ficaram para trás para dar apoio a esta retirada. Após a morte do camarada, Milhais terá ocupado posições na zona de Lacouture.

 

Após Lacouture, Augusto Milhais continuou a sua retirada em direção a Saint Venant. Pelo caminho foi encontrando bolsas de soldados portugueses e escoceses, que tentavam escapar ao cerco alemão.

 

Junto a um canal, tem um encontro com um oficial escocês, que se mostra surpreendido pelo facto de apenas um homem estar a fazer há tantos dias fogo contra os alemães.

 

Depois de deixar o oficial escocês com tropas da sua nacionalidade, faz-se a caminho para procurar os camaradas do CEP. Ao passar por um aaldeia destruída salva uma criança que se encontrava entre as ruínas.

 

De regresso às suas linhas fica a saber que existe um relatório pormenorizado sobre as suas ações na batalha de La Lys.

O oficial escocês, por exemplo, escreveu uma longa carta elogiando as ações do soldado Milhais. Pelos seus atos receberá a Ordem Militar de Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito. É depois de receber a condecoração, que o seu nome se transforma de Milhais em Milhões.

Ficha Técnica

  • Título: A Batalha de La Lys do Soldado Milhões
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Sandy Gageiro/ Carlos Guerreiro
  • Produção: RDP / Ensina RTP
  • Ano: 2014
  • Fotografia: Leonida Milhões
  • Mapa: Livro da Guerra de Portugal na Flandres - Capitão David Magno - 1921

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui