Pesquisar

A conquista de Arzila

Ainda hoje há alguns vestígios da ocupação portuguesa em Arzila, cidade marroquina da costa atlântica, tomada pelas tropas de D. Afonso V em 1471. Neste vídeo reconstrói-se a invasão portuguesa e os combates ocorridos nessa ocasião.

A conquista de Arzila enquadra-se na política de expansão ultramarina portuguesa e ocorre na segunda metade do século XV, após o desastre da operação em Tânger, onde inúmeros portugueses – entre os quais o infante D.Fernando – ficaram cativos.

Entendia-se que a tomada de praças em Marrocos seria uma alavanca indispensável à progressão marítima e, no caso de Arzila, a tarefa estava facilitada porque os muçulmanos combatiam entre si. Mesmo assim, como se relata neste vídeo, o combate foi difícil e não se fez sem várias baixas.

Situada na costa norte de Marrocos, a cidade foi uma possessão dos portugueses entre 1471  e 1550 e, mais tarde, entre 1577 e 1589.

A coroa portuguesa enviou diversas famílias judias espanholas para Arzila, com o fim de a colonizar, estabelecendo-se um acordo de paz com os mouros das redondezas pelo período de vinte anos. Apesar de escassos, ainda existem hoje alguns vestígios da presença portuguesa, entre os quais a torre de menagem da fortaleza, cuja recuperação apoiada pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Ficha Técnica

  • Título: A Fortaleza de Arzila
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Autoria: Manuel J. Gandra
  • Produção: Cooperativa Documentário para a RTP
  • Ano: 1982

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.