Pesquisar

Homossexualidade: amor entre pessoas do mesmo sexo

Os tempos são outros, as mentalidades mais abertas mas o preconceito continua a marcar os dias de quem tem uma orientação sexual diferente.Risos, insultos, olhares depreciativos não ajudam gays e lésbicas a saírem do armário. João e Jorge ganharam coragem.

João descobriu-se diferente quando tinha 16 anos. Por medo do julgamento dos outros não assumiu a sua orientação sexual e obrigou-se a desempenhar o papel que a sociedade dele esperava. Casou-se, teve uma filha mas só ficou inteiro quando conseguiu contar a verdade. A vida recomeçou-a ao lado de Jorge Manuel, também ele escondido em silêncios, incapaz de dizer que era homossexual. Ganharam os dois coragem, partilharam o segredo com família e amigos e, neste vídeo, dizem que, agora, são finalmente felizes.

A história de João e Jorge não se repete muitas vezes. Apesar do artigo 13.º da Constituição dizer que a orientação sexual não pode ser um fator discriminatório de direitos, na prática não é bem assim. Mesmo nas grandes cidades, onde é suposto haver uma maior abertura, percebemos que as mentalidades ainda não mudaram o suficiente. Se, por exemplo, dois homens decidirem passear de mãos no espaço público, arriscam ser insultados. Em meios mais conservadores a situação é muito pior: o normal é gays e lésbicas terem uma vida dupla. Existem, porém, avanços consagrados na lei.

Desde maio de 2010 que em Portugal é permitido o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.  Até ao início de 2015 celebraram-se 1591 uniões. Mas se o  reconhecimento da conjugalidade é uma conquista, continuam  por ultrapassar obstáculos tão velhos como a discriminação e o preconceito.

 

Ficha Técnica

  • Título: Tolerância Zero - Homossexualidade
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Produção: Academia RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.