Os Almeida Seixas, uma família homoparental
Ensino:

A família Almeida Seixas é constituída pelo casal Margarida e Tânia e ainda pelo filho Tomás. Casadas desde 2017, partilham as preocupações e encaram o dia-a-dia da mesma forma que qualquer casal heterosexual. Apesar de viverem numa cidade pequena, nunca se sentiram alvo de descriminação.

Começaram a sair juntas em 2014 e casaram três anos depois. No dia em que oficializaram a união, contaram já com a presença do Tomás, nascido da Margarida, que se tinha deslocado a Espanha para realizar uma inseminação artificial. Em Portugal, a lei que aprovou o casamento de pessoas do mesmo sexo foi promulgada em 2010 e, no espaço de 10 anos, foram celebrados 4296 casamentos deste género. Em 2019 registaram-se 700 uniões, sendo ano em que tiveram lugar mais bodas.

Portugueses têm cada vez menos filhos
Veja Também

Portugueses têm cada vez menos filhos

Quando estes casais têm filhos estamos perante um caso de homoparentalidade, uma situação em que o casal constituído por indivíduos do mesmo sexo tem a cargo uma criança nascido na relação ou adoptado.

Para além da chamada família tradicional – dois progenitores e respectivos filhos –  tem-se assistido, nas últimas décadas, ao crescimento e diversificação das tipologias dos agregados familiares em Portugal, sendo o caso dos Almeida Seixas apenas um deles.

Portugueses têm cada vez menos filhos
Veja Também

Portugueses têm cada vez menos filhos

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Fronteiras XXI - A família Almeida Seixas
  • Tipologia: Reportagem
  • Autoria: Lavínia Leal/ Rui Alves Cardoso/ Carlos Felgueiras e Sousa
  • Produção: RTP
  • Ano: 2020