Pesquisar

Os Almeida Seixas, uma família homoparental

A família Almeida Seixas é constituída pelo casal Margarida e Tânia e ainda pelo filho Tomás. Casadas desde 2017, partilham as preocupações e encaram o dia-a-dia da mesma forma que qualquer casal heterosexual. Apesar de viverem numa cidade pequena, nunca se sentiram alvo de descriminação.

Começaram a sair juntas em 2014 e casaram três anos depois. No dia em que oficializaram a união, contaram já com a presença do Tomás, nascido da Margarida, que se tinha deslocado a Espanha para realizar uma inseminação artificial. Em Portugal, a lei que aprovou o casamento de pessoas do mesmo sexo foi promulgada em 2010 e, no espaço de 10 anos, foram celebrados 4296 casamentos deste género. Em 2019 registaram-se 700 uniões, sendo ano em que tiveram lugar mais bodas.

Quando estes casais têm filhos estamos perante um caso de homoparentalidade, uma situação em que o casal constituído por indivíduos do mesmo sexo tem a cargo uma criança nascido na relação ou adoptado.

Para além da chamada família tradicional – dois progenitores e respectivos filhos –  tem-se assistido, nas últimas décadas, ao crescimento e diversificação das tipologias dos agregados familiares em Portugal, sendo o caso dos Almeida Seixas apenas um deles.

Ficha Técnica

  • Título: Fronteiras XXI - A família Almeida Seixas
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Lavínia Leal/ Rui Alves Cardoso/ Carlos Felgueiras e Sousa
  • Produção: RTP
  • Ano: 2020

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui