Pesquisar

Regicídio em Lisboa

No regresso de uma estadia em Vila Viçosa, o Rei D. Carlos e o príncipe herdeiro, Luís Filipe, são assassinados no Terreiro do Paço por anarquistas. Esta ação deixa a monarquia fragilizada e dois anos depois é proclamada a república.

Na tarde do dia 1 de Fevereiro de 1908 a capital portuguesa respirava um clima de grande tensão política. Vários dirigentes republicanos estavam detidos e, um novo decreto, permitia a sua deportação.

A comitiva real regressava de Vila Viçosa onde o monarca tinha passado alguns dias com a família.

Três atiradores esperavam a família real. À chegada a Lisboa o rei D. Carlos e o filho, Luís Filipe, são vítimas de um atentado e morrem.

Os executores de plano são também mortos no local.

Demite-se o governo de João Franco e são libertados todos os presos políticos, nomeadamente, os republicanos.

Ficha Técnica

  • Título: Portugal no Século XX - 1908
  • Tipo: Extrato de Documentário
  • Autoria: António Ruano
  • Produção: RTP
  • Ano: 1974

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.