Pesquisar

Os especialistas consideram que esta nova capacidade de produção e distribuição é uma das principais razões para a educação para os média assumir uma importância cada vez maior nos currículos escolares. Há mesmo quem defenda que devem ser ensinadas nas escolas noções básicas de jornalismo para que este cidadão produtor de notícias aprenda a separar factos de rumores e realidade de ficção.

Uma sólida educação para os média permite também ter noção do valor da informação, pois a qualidade tem um preço e nem sempre é possível produzir dados consistentes se não existirem formas de financiar esse trabalho. Por outro lado um público educado não deve ser olhado como uma ameaça para os meios de comunicação porque um cidadão crítico e exigente contribui  para melhorar a qualidade dos conteúdos.

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui