Pesquisar

A definição de banda desenhada

A banda desenhada é uma história narrada em imagens, geralmente em pequenos quadros, e acompanhada por textos, legendas e onomatopeias. Considerada a nona arte, tornou-se muito popular na primeira metade do século XX, sendo publicada de forma autónoma (em revistas) ou em tiras sequenciais, nos principais jornais do mundo.

Também conhecida popularmente como “histórias aos quadradinhos”, a banda desenhada (BD) foi responsável por criar algumas das personagens mais famosas do século passado, como o Homem-Aranha, Super-Homem, Spirou, Tintin ou Astérix. Tornou-se muito popular nos Estados Unidos, sobretudo após a crise 1929, altura em que os feitos de alguns destes heróis prometiam um amanhã melhor. Mas cedo floresceu na Europa e na Àsia, nomeadamente no Japão, que a designa como manga.

Os seus antecedentes estão ligados à imprensa, e às caricaturas – sobretudo de políticos – feitas nos jornais. Essas caricaturas vinham acompanhadas de comentários que dariam origem aos “balões” (onde se encontram os diálogos e os pensamentos dos intervenientes. Rafael Bordalo Pinheiro foi um dos autores mais produtivos do seu tempo (segunda metade do século XIX), tendo desenhado, com um sofisticado sentido de humor, as principais figuras da sociedade portuguesa da época. Para além autoria da figura do Zé Povinho, construiu narrativas sequenciais, desenhadas, no que é um claro sinal de aproximação à BD.

Mas, resumidamente, como se constrói uma banda desenhada? O que é a vinheta, a tira ou a prancha? É o que se explica neste extrato do programa Nativos Digitais.

Ficha Técnica

  • Título: Nativos Digitais - Banda Desenhada
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Produção: RTP/ Farol de Ideias
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui