O espírito inquieto de Amadeo de Souza-Cardoso
Ensino:

De aprendiz de desenho a mestre do modernismo, Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918) é a primeira referência da pintura moderna do século XX em Portugal. Homem de um tempo que vai à frente.

Ícone do modernismo em Portugal, nem sempre o génio de Amadeo de Souza- Cardoso foi compreendido pelos portugueses. As suas exposições foram muitas vezes mal recebidas pelo público em geral e pelos críticos em particular.

As exposições falhadas de Amadeo de Souza-Cardoso
Veja Também

As exposições falhadas de Amadeo de Souza-Cardoso

No início do século XX as suas obras punham em causa toda a estética cultural vigente. “Sou impressionista, cubista, futurista, abstracionista? De tudo um pouco mas nada disso forma uma escola”, diz de si próprio em 1916.

Contemporâneo de pintores como Apollinaire, Picasso e Modigliani, com quem estabelece uma relação de amizade, Amadeo é o vanguardista, o experimentalista, audaz e voraz , o pintor inquieto que procura o novo. Durante 10 anos produz intensamente como se no seu íntimo soubesse que a sua vida seria curta demais para o seu talento. E foi. Morreu prematuramente aos 30 anos, vítima da epidemia da pneumónica.

O Modernismo
Veja Também

O Modernismo

Santa-Rita Pintor, pioneiro do futurismo
Veja Também

Santa-Rita Pintor, pioneiro do futurismo

 

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Grandes Quadros Portugueses
  • Tipologia: Extrato de Programa
  • Produção: Companhia de Ideias
  • Ano: 2012