“As Palavras”, de Eugénio de Andrade
Ensino:

Toda poesia de Eugénio de Andrade é emoção e rigor, exercício dos sentidos que o poeta sublima. Sílaba a sílaba, trazemos "As Palavras" que a atriz Beatriz Batarda diz neste episódio do programa "Voz". Para ver, ouvir e ler, aqui.

As Palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparados, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?

Eugénio de Andrade
in Até Amanhã

 

“Um rio te espera”, de Eugénio de Andrade
Veja Também

“Um rio te espera”, de Eugénio de Andrade

“Amor é um fogo que arde sem se ver”, de Luís de Camões
Veja Também

“Amor é um fogo que arde sem se ver”, de Luís de Camões

Temas

Ficha Técnica

  • Título: "Voz"
  • Tipologia: Programa de Poesia
  • Autoria: Produções Fictícias
  • Produção: até ao Fim do Mundo
  • Ano: 2005